18% das marcas não contratam influenciadores por experiências negativas

HomeInternacional

18% das marcas não contratam influenciadores por experiências negativas

Falta de emissão de nota fiscal e indisponibilidade de dados para contato dificultam a contratação desses profissionais, mostra levantamento

Um levantamento realizado pela agência influency.me mostrou que 18% das empresas brasileiras não contratam influenciadores para divulgar sua marca devido a experiências negativas com o formato de publicidade. Segundo o documento, os maiores problemas foram a falta de resultados e de conexão do criador de conteúdo com a marca.

De acordo com o estudo, 54% das marcas investiram em marketing de influência em 2023. O levantamento indicou também 34% das marcas desistiram de fechar parcerias com influenciadores devido a falta de orçamento. A demora na resposta dos influenciadores também é um problema significativo, relatado por 44% das empresas. Eis a íntegra (PDF – 5 MB)

Leia os motivos:

  • demora na resposta dos influenciadores (44%);
  • falta de emissão de nota fiscal (35%);
  • indisponibilidade de dados para contato (35%);
  • falta de orçamento (34%)
  • preferência por outras formas de mídia (31%);
  • posicionamento político do influenciador não condiz com a marca (25%);
  • baixa qualidade do conteúdo (20%);
  • experiência ruim (16%);
  • número de seguidores não condiz com o engajamento (15%);
  • nicho do influenciador não se encaixa com o público-alvo (10%).

Para 2024, 68% dos entrevistados afirmaram que pretende aumentar o investimento em publicidades realizadas por influenciadores digitais. Outros 29% dizem que vão manter.

O levantamento contou com mais de 350 respondentes que atuam na área do marketing de influência.

Metodologia

O levantamento foi realizado por meio de formulário via e-mail, redes sociais e anúncios a influenciadores, agências, assessores e marcas. Foram 300 respondentes.

Fonte: clique aqui.

Você gostou desse conteúdo? Compartilhe!

COMMENTS