Grupo Silvio Santos propõe à Prefeitura de SP vender terreno para Parque do Bixiga por R$ 80 mi – 03/04/2024 – Painel

HomePolitica

Grupo Silvio Santos propõe à Prefeitura de SP vender terreno para Parque do Bixiga por R$ 80 mi – 03/04/2024 – Painel

José Roberto dos Santos Maciel, presidente do Grupo Silvio Santos, enviou ofício ao prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB), em que afirma que a empresa está disposta a aceitar uma proposta de cerca de R$ 80 milhões pela venda do terreno para a construção do Parque Municipal do Rio Bixiga.

O terreno está localizado na região central de São Paulo e tem sido objeto de disputa por mais de quatro décadas entre o Teatro Oficina e a empresa do apresentador de TV, que pretendia construir no local três prédios de uso comercial e residencial.

No documento a que o Painel teve acesso, Maciel afirma que é de conhecimento público que o grupo tinha projetos imobiliários no local. No entanto, escreve, as disputas judiciais nos últimos anos “consumiram o dispêndio de enormes valores” e adiaram a realização dos planos.

Por isso, diz o texto, o grupo estaria disposto a aceitar o valor de R$ 80 milhões pelo espaço. A gestão municipal agora deve avaliar a proposta.

“Instados a rever esse nosso propósito [de construir no local], e considerando-se todos os investimentos realizados, despesas incorridas e o potencial imobiliário construtivo, estamos dispostos a considerar uma proposta de venda do referido terreno em torno de R$ 80 milhões”, diz o documento.

A apresentação de uma proposta com valor específico pode representar mais um passo de evolução nas tratativas, já que o Grupo Silvio Santos sempre insistiu em seu propósito de desenvolver um empreendimento imobiliário no local.

Em março, a Justiça de São Paulo homologou um acordo de R$ 1 bilhão firmado entre o Ministério Público, a prefeitura e a Uninove (Universidade Nove de Julho) segundo o qual R$ 51 milhões seriam utilizados para a compra desse terreno.

A implantação do parque era um sonho do diretor Zé Celso, fundador do Teatro Oficina que morreu em julho de 2023.

Com o apoio de intelectuais, artistas e políticos, o empreendimento imobiliário do dono do SBT foi barrado na Justiça e em órgãos de preservação do patrimônio.

Entidades da sociedade civil, como a Appit (Associação do Proprietários e Protetores de Imóveis Tombados) e a Samorcc (Sociedade de Amigos e Moradores do Cerqueira César), também encamparam a luta pela instalação do parque.


LINK PRESENTE: Gostou deste texto? Assinante pode liberar cinco acessos gratuitos de qualquer link por dia. Basta clicar no F azul abaixo.

Fonte: Agência Brasil

COMMENTS