Intel tem prejuízo de US$ 7 bilhões em unidade de fabricação de chips

HomeÚltimas Notícias

Intel tem prejuízo de US$ 7 bilhões em unidade de fabricação de chips

A Intel divulgou nesta terça-feira forte prejuízo operacional para seu negócio de fabricação de chips, um duro golpe para a empresa que busca recuperar a liderança tecnológica perdida nos últimos anos para a TSMC.

A Intel informou que a unidade de fabricação teve prejuízo operacional de US$ 7 bilhões (cerca de R$ 35,4 bilhões) em 2023, maior que a perda operacional de US$ 5,2 bilhões do ano anterior. A unidade registrou receita de US$ 18,9 bilhões em 2023, queda de 31% em comparação com os US$ 27,49 bilhões do ano anterior.

As ações da Intel caíam 4,3% após os documentos serem protocolados na SEC, orgão regulador do mercado de capitais dos Estados Unidos.

Durante uma apresentação para investidores, o presidente-executivo da Intel, Pat Gelsinger, disse que 2024 será o ano dos piores prejuízos operacionais para o negócio de fabricação de chips da empresa — que prevê atingir o “break even” operacional por volta de 2027.

Gelsinger disse que o negócio de fundição foi prejudicado por decisões ruins, incluindo uma tomada anos atrás contra o uso de máquinas ultravioleta extrema (EUV) da empresa holandesa ASML. Embora essas máquinas possam custar mais de US$ 150 milhões, elas possuem melhor custo-benefício do que ferramentas anteriores de fabricação de chips.

Parcialmente como resultado das más decisões, a Intel terceirizou cerca de 30% do número total de wafers de chips para fabricantes de contrato externo como a TSMC, disse Gelsinger. A empresa visa reduzir esse número para cerca de 20%.

A Intel agora passou a usar equipamentos EUV, que cobrirão cada vez mais as necessidades de produção à medida que máquinas mais antigas são descontinuadas.

“Na era pós-EUV, vemos que somos muito competitivos agora em preço, desempenho e retorno à liderança”, disse Gelsinger. “E na era pré-EUV nós carregávamos muitos custos e não éramos competitivos”.

A Intel planeja gastar US$ 100 bilhões na construção ou expansão de fábricas de chips em quatro Estados dos EUA. Seu plano de recuperação de negócios depende de persuadir empresas externas a utilizar seus serviços de fabricação.

Como parte desse plano, a Intel disse a investidores que começará a reportar os resultados de suas operações de fabricação como uma unidade independente. A empresa vem investindo pesadamente para alcançar seus principais concorrentes na fabricação de chips, TSMC e Samsung.

Fonte: clique aqui.

Você gostou desse conteúdo? Compartilhe!

COMMENTS