Lula defende diálogo com povo: “Precisa ter mais ouvido do que boca”

HomeBrasil

Lula defende diálogo com povo: “Precisa ter mais ouvido do que boca”

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) defendeu, nesta quarta-feira (3/4), mais diálogo entre o governo e a população para que se construa uma sociedade com menos ódio.

“É preciso que a gente retome uma nação em que prevaleça a verdade, e não a mentira. Que prevaleça a fraternidade, e não o ódio. Que prevaleça a solidariedade, e não o individualismo. Essa sociedade só pode ser construída se a gente conversar, se a gente não tiver medo de conversar, e se o governo não se achar tutor da sociedade”, afirmou o petista durante a 12ª Conferência Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente, em Brasília.

“O governo não pode tudo. O governo precisa ter mais ouvido do que boca. Muitas vezes, precisa ouvir mais do que falar. Prestar atenção nas coisas que acontecem a partir da realidade das pessoas”, completou o presidente.

Ele também pediu que as pessoas cobrem as ações prometidas pelo governo. “Muitas vezes as pessoas nos darem bronca é melhor do que ter um bando de puxa-saco batendo nas nossas costas e dizendo que está tudo bem. Cobrem de nós porque nós fomos eleitos para fazer”, destacou.

O evento contou com a participação da primeira-dama, Janja Lula da Silva, e dos ministros dos Direitos Humanos e Cidadania, Silvio Almeida, e da Secretaria-geral da Presidência, Márcio Macedo.

A conferência é promovida pelo Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (Conanda), em parceria com a Secretaria Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente do MDHC. Nesta edição, o evento discute os reflexos da pandemia de Covid-19 na vida das crianças, adolescentes e famílias.

Fonte: clique aqui.

Você gostou desse conteúdo? Compartilhe!

COMMENTS