Projeto que une físico e digital leva prêmio para melhora do SUS em AL

HomeBrasil

Projeto que une físico e digital leva prêmio para melhora do SUS em AL

Com o projeto “UBS Figital: a avaliação de um modelo de unidade de saúde com médicos e enfermeiros 100% on-line”, a capital de Alagoas, Maceió, obteve o 1º lugar na edição 2024 da Mostra Alagoas “Aqui Tem SUS”, realizada na última terça-feira (16/4) pelo Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Alagoas (Cosems-AL).

Agora, o projeto concorre à premiação nacional do Congresso Nacional de Secretarias Municipais de Saúde,  que acontecerá de 30 de junho a 3 de julho, em Porto Alegre.

O trabalho, nomeado UBS Figital, foi desenvolvido por Roberta Borges, subsecretaria de atenção primária de Maceió, e Mairon Rocha, diretor de regulação, controle e avaliação de Maceió. O projeto concorreu na modalidade temática “Saúde Digital”.

Ele promove a utilização de sistemas de informação para o processo de organização da UBS e aponta a utilização da tecnologia para a interação com os pacientes de maneira remota. A experiência tem como resultado a implantação da 1ª Unidade de Telessaúde de Maceió, no Parque dos Caetés (Benedito Bentes). O local funciona com teleconsulta e atendimento presencial, beneficiando 12 mil maceioenses com a ampliação do acesso à saúde.

De acordo com Mairon Rocha, a criação deste espaço surgiu da necessidade de instalar uma UBS na comunidade remota Caetés, localizada em Maceió (AL), como solução para as dificuldades para instalar uma UBS tradicional pela estrutura física disponível, que era pequena para uma UBS padrão, quanto pela dificuldade de médicos e enfermeiros na região.

“A solução pensada foi colocar [na UBS] internet e computadores com os acessórios necessários para as pessoas poderem fazer suas consultas, daí o conceito ‘figital’ (físico e digital). Tudo isso sem prejuízo da possibilidade dos usuários fazerem as consultas pelos seus dispositivos. Depois que eles vão à UBS e se registram, passam a poder agendar suas consultas pelos próprios aparelhos”, explica Mairon.

Aumento da cobertura da atenção básica

O objetivo foi aumentar a cobertura da atenção básica, por meio da implementação de uma UBS em uma região remota, utilizando telemedicina e com atendimento de excelência.

“Para tanto precisava haver atendimentos resolutivos e boa avaliação da população, de forma que houvesse adesão da comunidade, aumentando assim a cobertura na atenção básica”, afirmou Roberta Borges, também idealizadora do projeto.

Para Mairon, a UBS Figital ainda promove o aumento da cobertura de atenção básica à saúde.

“Um modelo como esse permite que o acesso à atenção básica chegue a muito mais pessoas, de uma forma muito mais fácil. Tanto podendo ser instalados pontos de teleconsulta, quanto pelo acesso por dispositivos próprios. Esse é um pontapé para um modelo de atenção básica”, apontou.

A Saúde de Maceió também obteve mais um trabalho premiado. Dessa vez, alcançou o 3º lugar no Projeto Imuniza SUS 2024 – Etapa Estadual, com a experiência desenvolvida pelo Consultório na Rua intitulada “Desafios e estratégias vivenciadas durante a vacinação Covid-19 junto à população em situação de rua de Maceió: uma experiência intra/intersetorial.

Fonte: clique aqui.

Você gostou desse conteúdo? Compartilhe!

COMMENTS