RJ: Justiça mantém prisão de ex-marido de galerista assassinado

HomeBrasil

RJ: Justiça mantém prisão de ex-marido de galerista assassinado

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ) negou o pedido de revogação da prisão do cubano Daniel Garcia Carrera, ex-marido do galerista norte-americano Brent Sikkema, e pediu a extradição dele para o Brasil.

Atualmente, Daniel vive com o filho de 13 anos em Nova York, nos Estados Unidos. Ele é acusado de ser o mandante da morte do galerista, encontrado morto a facadas em casa no Jardim Botânico, na zona sul do Rio.

“Permanecem presentes os pressupostos e requisitos da prisão preventiva, sendo certo que a aplicação das outras medidas cautelares diversas da prisão é insuficiente e inadequada, na medida em que os crimes imputados ao acusado são gravíssimos e ofendem a ordem pública”, argumentou a juíza Tula Corrêa de Mello, da 3ª Vara Criminal.

O TJRJ marcou a audiência de instrução e julgamento (AIJ) para 3 de julho.

Daniel chegou a ser preso nos Estados Unidos em 21 de março, acusado de fraudar o passaporte. No entanto, pagou fiança e agora cumpre prisão domiciliar, com uso de tornozeleira eletrônica.


0

Crime

O galerista norte-americano, de 75 anos, foi morto em 13 de janeiro no Jardim Botânico. Ele foi encontrado por uma amiga já sem vida e com 18 facadas pelo corpo.

O cubano Alejandro Triana Prevez foi preso dias após o crime, e contou à polícia que agiu a mando de Daniel Carrera, ex-marido da vítima.

Fonte: clique aqui.

Você gostou desse conteúdo? Compartilhe!

COMMENTS