HomeSalvador

Prefeitura inicia construção de escola na região do Ceasa com capacidade para receber 1,7 mil alunos

Foto: Valter Pontes / Secom PMS

Salvador vai ganhar mais uma nova escola de grande porte, com capacidade para atender 1,7 mil crianças na região do Residencial Ceasa, uma das localidades mais afastadas do Centro da cidade. O prefeito Bruno Reis esteve no local nesta sexta-feira (19), ao lado do secretário municipal de Educação (Smed), Thiago Dantas, para assinar a ordem de serviço para a construção da Escola Municipal do Ceasa, que terá um investimento de quase R$ 25 milhões.

A nova unidade terá mais de 6 mil m² de área construída, contando com 30 salas de aula climatizadas, sala de informática, biblioteca, auditório, laboratório de ciências, brinquedoteca, entre outros espaços pedagógicos, e duas áreas de acolhimento com entradas distintas. A escola será construída na Rua Praia de Piatã, ao lado da Unidade de Saúde da Família (USF) do Ceasa, com acesso fácil para todos os prédios que compõem o conjunto residencial que foi criado pelo programa Minha Casa, Minha Vida.

“Gente, é uma escola de primeiro mundo, de alto padrão. Aí vocês me perguntam: prefeito, por que investir R$ 25 milhões numa escola? Porque a gente quer que a escola seja um motivador para a criança, que ela tenha parque infantil, quadra, material didático de qualidade. Que ela tenha merenda de qualidade, que ela receba fardamento, kit escolar, mochila, pares de tênis, tudo o que for possível para que ela se sinta melhor na escola do que na sua própria casa”, disse Bruno Reis.

Com a assinatura da ordem de serviço, a Prefeitura chega a 25 escolas em construção. Na próxima semana, está programada a entrega da 27ª unidade de ensino reconstruída pela atual gestão. Com isso, serão 52 novas escolas inauguradas em apenas quatro anos. Na própria região do Ceasa já foi inaugurada, em março, a Escola Municipal Maurício José Barbosa, no conjunto residencial do Jardim Campo Verde.

Com 30 salas, a Escola Municipal do Ceasa será uma das maiores da Rede Municipal de Ensino. Ela também terá refeitório, cantina, quadra poliesportiva coberta, parques infantis, áreas coberta e descoberta para recreio, sanitários PDC, sistema de captação de energia solar e reutilização de água pluvial. A unidade de ensino atenderá alunos da Educação Infantil e do Ensino Fundamental I.

Titular da Smed, Thiago Dantas destacou que a Prefeitura tem construído escolas de alto padrão em todas as regiões da cidade. “Mais uma unidade escolar de altíssima qualidade numa região bem distante do Centro, com todos os equipamentos que a cidade já conhece e que compõem o novo padrão das escolas de Salvador. Aqui, inclusive, teremos duas salas de atendimento educacional especializado. Um equipamento que vai dar muito orgulho para quem mora aqui na comunidade, garantindo a educação de qualidade também para as pessoas do Ceasa”, disse.

Investimento – Bruno Reis destacou que a criação da escola faz parte de um processo de investimentos constantes do município na região da Ceasa, que abrigou na última década diversos empreendimentos do Minha Casa, Minha Vida. “Nos últimos anos, essa localidade se acostumou com a presença da Prefeitura de Salvador. Qual era a realidade lá atrás, quando surgiram aqui os primeiros conjuntos do Minha Casa, Minha Vida? Eles foram construídos em áreas distantes do centro da cidade, sem qualquer infraestrutura urbana”, citou.

“Aqui não tinha vias de acesso, consequentemente não tinha transporte público, não tinha unidades de saúde, muito menos escolas. E nós viemos, desde então, transformando esta região, construindo tudo isso. Resolvemos todos os problemas? Não, é claro, não tinha como a gente resolver tudo em tão pouco tempo. Porém, avançamos muito. Está aqui será a terceira grande escola que nós vamos construir na região da Ceasa, fora a ampliação da Arx Tourinho e da Raimundo Lemos”, completou.

A cozinheira Dalila da Conceição Cruz, de 25 anos, é moradora da região e mãe de Lucas Gabriel, de seis anos. “A gente recebe a notícia da construção dessa escola com alegria, porque aqui dentro ainda não tinha escola. A mais próxima era no Cepel, e as crianças têm que ir de ônibus. Agora dá pra vir a pé, fica a dois minutos de minha casa apenas. A gente tinha pedido ao prefeito Bruno Reis de que precisava dessa escola foi uma promessa que ele fez e tá cumprindo agora, disse.

“Nosso bairro tá sendo beneficiado com uma escola do tipo modelo, o que valoriza as nossas casas, valoriza a nossa região. Esse bairro antigamente não tinha valor porque era um bairro distante, esquecido. E agora com essa escola a gente fica muito feliz e se sente valorizado”, completou Dalila.

Reportagem: Thiago Souza e Vitor Villar / Secom PMS

COMMENTS