HomeSalvador

Projeto leva vivências teatrais para alunos da rede municipal de ensino de Salvador

Foto: Alessandra Nohvaes/Divulgação

O projeto “Contando Histórias do Meu Mundão”, desenvolvido pelo grupo Chegança Atelier Cultural, chega à 2ª edição passando por cinco escolas públicas municipais de Salvador, a partir da segunda-feira (22) até o dia 24 de maio. O objetivo da atividade é contribuir para o desenvolvimento socioeducativo, emocional e inclusão social do público infanto-juvenil, através da contação de histórias e da vivência teatral.

A iniciativa é voltada para jovens estudantes entre 5 e 14 anos e vai percorrer escolas localizadas nos bairros de Pernambués, Mata Escura, Sussuarana, Doron e Narandiba. A expectativa é de que sejam impactadas diretamente cerca de 150 crianças, utilizando a arte como mecanismo de expressão e conhecimento.

Liderado pelas arte-educadoras Ana Mendes e Manu Santiago, o projeto acontece através de exercícios práticos de experimentação cênica que agregam jogos teatrais, contação de histórias, elementos de musicalidade e técnicas de palhaçaria. Tudo sob uma perspectiva lúdica e brincante que tem como objetivo expandir a percepção das crianças sobre a leitura do mundo, aguçando a curiosidade e despertando o interesse dos pequenos pela arte.

“A contação de histórias estimula a imaginação, a criatividade e a oralidade. O teatro contribui para o desenvolvimento cognitivo e a expressividade corporal, e a literatura amplia o olhar sobre as leituras de mundo. Juntamos toda essa bagagem e nosso repertório de pesquisa e montagem do espetáculo ‘Histórias do Mundão’, para reforçar o poder da arte no processo de aprendizagem das crianças”, destaca Manu Santiago, uma das idealizadoras do Chegança Atelier Cultural.

Nesta segunda edição, o projeto se tornará ainda mais democrático ao garantir o acesso à arte para crianças PCDs, bem como com Transtorno do Espectro Autista (TEA) e distorção idade-série, além de promover acessibilidade com uma professora de Libras junto às práticas de vivência teatral.

“Este projeto permite a potencialização da criatividade e da imaginação da meninada, mas principalmente, abre espaço para a valorização das diferenças e a aproximação coletiva, de forma lúdica e acessível”, explica a líder Ana Mendes.

O projeto Vivência Teatral Contando Histórias do Meu Mundão – 2º Edição foi contemplado pelo edital Territórios Criativos, com recursos financeiros da Fundação Gregório de Mattos, Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, Prefeitura de Salvador e da Lei Paulo Gustavo, Ministério da Cultura e Governo Federal.

Programação:

– Escola Municipal de Pernambués (Pernambués): Dia 22 de abril, das 13h às 17h, e dia 26 de abril, das 8h às 12h.

– Escola Municipal São Miguel (Mata Escura) – Dia 29 de abril, das 13h às 17h, e dia 3 de maio, das 8h às 12h.

– Escola Municipal Eraldo Tinoco Melo (Sussuarana) – Dia 6 de maio, das 13h às 17h, e dia 10 de maio, das 8h às 12h.

– Cmei Olga Benário (Doron) – Dia 13 de maio, das 13h às 17h, e dia 17 de maio, das 8h às 12h.

– Cmei Álvaro da Franca Rocha (Narandiba) – Dia 20 de maio, das 13h às 17h, e dia 24 de maio, das 8h às 12h.

Reportagem: Letícia Silva/Secom PMS

COMMENTS